música

Perlla revela que sofre preconceito por ter sido cantora secular

Perlla revela que sofre preconceito por ter sido cantora secular

A jovem voltou para igreja depois de conhecer o músico Cássio Castilhol, com quem está casada e tem duas filhas.

 

Antes de estourar nas paradas de sucesso como a primeira cantora de funk melody, Perlla era cantora na igreja onde congregava. As dificuldades em exercer o ministério contribuíram para que ela se distanciasse dos caminhos do Senhor.

“Sonhava gravar um CD, mas sabia que não conseguiria dentro da igreja, porque é um mercado muito complicado, isso é um ponto negativo em nosso meio”, disse Perlla em entrevista ao site Lagoinha.com.

Hoje, de volta à Igreja e com CD gospel gravado ela consegue entender que de fato há muitas pessoas com talentos dentro das igrejas, mas falta oportunidades para que esses talentos sejam aproveitados.

“Por isso, muitos se afastam do Evangelho por não encontrarem espaço para crescerem como profissionais”, disse. Foi isso que aconteceu com ela, sendo convidada para ver um show de pagode, Perlla teve oportunidade de subir no palco e mostrar seu talento.

Desse show para o sucesso não demorou muito. Em pouco tempo a jovem cantora era uma das mais tocadas no país, fazia muitos shows e ganhou muito dinheiro. Porem tudo isso não era suficiente para preencher o vazio que ela sentia. Em meio ao auge da carreira a depressão veio e com ela o desejo de se matar.

“Tentei me jogar do apartamento que ficava 22º andar, mas algo me prendia. Percebi que faltava algo dentro de mim”, lembra.

Perlla só voltou a ter contato com a religião depois que conheceu o músico Cássio Castilhol que se tornou um grande amigo e falou de Jesus para ela. “Passei a desabafar meus problemas com o Cássio. E a todo o momento ele dizia que minha angústia era a falta de Deus, e passou a orar por mim”, conta.

A amizade se tornou namoro, noivado e casamento. Hoje o jovem casal tem duas filhas, Pérola e Pietra, e a carreira gospel foi um chamado de Deus que a fez desistir do mercado secular.

Mais uma vez a religiosidade tentou interferir no ministério da cantora. Se antes de ser famosa a oportunidade na igreja era escassa, depois de ser considerada como a musa do funk ela precisou vencer muitos preconceitos para provar que se converteu de verdade.

“As pessoas estão com excesso de religiosidade, preocupadas em como a pessoa vai se comportar, se está cumprindo tudo direitinho”, afirma Perlla. “É uma pena tanta resistência na igreja, porque o compromisso não é com rótulos, mas com aquilo que você é em Cristo”, disse.

Hoje Perlla é contratada da gravadora Central Gospel Music e tem viajado pelo Brasil mostrando o CD “A Minha Vida Mudou” lançado em 2013. Paralelamente ela tem cursado teologia, mas não pretende se tornar pastora.

“Estou fazendo seminário para conhecer mais a Palavra de Deus. Contudo, tenho convicção de que não podemos dizer ‘não’ para o que Deus deseja fazer. Por isso, se um dia Ele me direcionar a esse caminho obedecerei.”

 

 

Fonte: Gospel Prime

happy wheels

Rádio Alki Page

agosto 28th, 2015

No Comments